A família é a morte do artista

Hanif Kureishi, autor, entre outros, de “No colo do pai”, pela Companhia das Letras: http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=11993

Em um dos livros de Hanif Kureishi há uma passagem excelente, não, não vou nomear o livro da Companhia das Letras, com uma chocante capa interna verde-limão, linda edição, porque não lembro o nome, claro, eu poderia ir ao Google, ao catálogo da editora, mas não quero, Alan vive fazendo pouco porque fui educada memorizando nomes, de artistas, diretores, sabendo reconhecer qual música ou tela é de qual compositor ou pintor em concertos e museus pelo mundo, eu mesma um microcomputador com overdose de dados, fazer o quê, mas isso porque ele mesmo não lembra nada nunca, enfim, Kureishi, num livro de memórias sem ficção, declarou que no começo de sua carreira sempre sentia que ao escrever estaria ferindo alguém.

A invenção é um bálsamo para isso, ou não, visto que como se viu também a ficção para ter peso e consistência se apoia com frequência na vida real, e se algum leitor decidir investigar a vida do autor lá provavelmente encontrará, no fundo ou não, toques cruciais da composição.

Ser artista é ser hiper-sensível, tá bom, mas há grande chance de que grandes dores tão sentidas e cruelmente vividas não passam de um beliscão, mas quem entre nós é capaz de discernir isso? Sei a dor que trago no meu coração — tem gente que abomina a palavra “coração” em literatura, eu entendo, a dor que há lá é uma dor que mata, não um mero símbolo que fere o cérebro sem consistência material — e gostaria de poder fazê-la sumir, mas não estou mais aqui pra fazer o que não quero, jogar o jogo do contente como mamãe me ensinou e muito menos para afogar algo que vive em mim para que alguma outra pessoa seja protegida do mal que vem de mim, tá certo, já sabemos todos que sou uma cadela insensível, egocêntrica, uma terrível medusa egoísta sem filhos nem pai nem mãe. Então estamos combinados assim.

O resto, aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *