Aldeia global

O skyline de Charlotte, NC

O skyline de Charlotte, NC

Home is where your food is.

 

— Dona Noga, a senhora tá sumida! — diz ao telefone a gerente do supermercado, conferindo a lista pedida pela internet para suprir com urgência a geladeira vazia, um serviço que (que eu saiba) só existe no Brasil.

— É, Jocasta, eu estava viajando. Mas agora volta tudo ao normal.

Estou voltando de férias em Paris, e sou festejada nas mais prosaicas instâncias, como essa do supermercado online cuja gerente conheço por telefone, sem nunca tê-la visto ao vivo: é o gostinho de voltar para casa, sabem como é. Do setor de bagagens no Galeão ligo do celular (ou deveria dizer “ligo o celular”, depois de três semanas sem falar com ninguém) para o Alex, o jardineiro/ motorista que veio nos buscar com o velho VW 1000:

— Chegamos! Saímos já!

Embora tenha me parecido uma decrépita rodoviária movimentada na hora do embarque, no desembarque às 10 da manhã, fora do horário do “rush”, a chegada ao Rio é surpreendentemente calma e civilizada. O aeroporto parece limpo, bem tratado, os funcionários da imigração de terno, muito educados. O agente alfandegário responde com um gesto bem-humorado ao Alan falando em inglês, para escapar com rapidez:

Nothing to declare!

Resto, aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *